Reflexões

Penápolis, 28 de dezembro de 2001

Mobilizados somente com ódio no coração são irremediavelmente despreocupados com a condição social do próximo . Tais expressões se tornaram vulgares , uma vez que , o sistema , a sociedade , a classe dominante ,se apropriou desses conceitos para criar uma cultura poderosa , onde os indivíduos são escravos da sua individualidade .
Aqui , caminhamos devagar , mas com agitação . Agitação que aguarda um acontecimento revelador, onde posso morrer ou encontrar algo melhor, mais significativo que promova o bem estar que eu procuro .
Onde procurar, pode ser a questão mais pertinente . Volumes de tratados , volumes de artigos ! Para ser lidos ? Não . Aguardar , amadurecer , para assim que puder ( sempre a questão do tempo ) iniciar ampla análise e reflexão , deliciosa descoberta do universo .
É preciso produzir para crescer, é preciso refletir com vontade para acompanhar as mudanças necessárias da existência . Fim as falsas ideologias , fim para os mecanismos de auto ajuda , fim para a ironia dos conquistadores , aqueles que se dizem fortes porque possuem e determinam vontades .
O importante é a reflexão contínua , é o culto da arte pela arte , sim , viva os diletantes, abaixo os conceitos fabricados pelas patrulhas ideológicas , da minha rua , do meu trabalho , das esquinas .
Onde ?
O vazio , impede até a emancipação do texto livre , poético , sem charme , mas significativo do cidadão , que quer ultrapassar os limites da sua imbecilidade , apreendida pelos meios de comunicação , aprimorados pela santa igreja , e institucionalizados pela família e pelo trabalho . Onde vai dar a mobilização dos vencidos : a barbárie , o horror !
Escrever é mais difícil do que ler , disse Borges , e mesmo assim tento , pois é uma questão de sobreviver , sobreviver a barbárie .
Cansa o tédio dos outros , cansa as frustrações dos que não sabem o que fazer com as suas vidas . É preciso refletir , e preciso ler , é preciso preservar a cultura . Uma bala de fuzil , a ponta da faca , pode destruir uma eternidade de palavras , de reflexões , em apenas um segundo . para quê ? É a barbárie .
Fujo . Até quando conseguirei fugir ?

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s