“Realidades e Ilusões no Brasil”

“É quase impossível falar a homens que dançam .
Ébrios de prazer , alheados da realidade ambiente , ei-los que, envolvidos no vértice das fascinações de momento, se julgam no melhor dos mundos . Só passada a ronda fantástica dessa embriaguez ilusória, é que param cansados dessorando desfalecimentos e pesadumes. Dá – se com as nações , nomeadamente as meridionais, imaginosas e facilmente inflamáveis , alguma coisa de análogo .
Têm seus dias pérfidos transportes em se deixam amolentar no seio de douradas miragens de riquezas inesgotáveis , de progresso, de vida , de glórias nunca sonhadas. Os governos, sem rota certa e sem firmes ideais, os governos , que não têm superior função nacional a cumprir , e cujo supremo esforço é apenas conservarem-se no poder , sabem jeitosamente preparar essas fantasmagorias , esses delírios de grandezas . Estamos na época dos cinematógrafos , e fácil foi transportá-los para a alma do povo e para a região da política.
O Brasil atravessa uma fase de ilusionismo ”
Sílvio Romero . “Realidades e Ilusões no Brasil”. Vozes , 1979, pg. 57

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s