Democracia abalada

“Em uma democracia, ganhadores e perdedores concordam em respeitar o calendário eleitoral. É essa certeza que permite que o horizonte temporal do conflito se alargue, que não sejam vistos como tudo ou nada. Interromper um mandato é ameaçar esse equilíbrio, é retirar dos futuros ganhadores das disputas eleitorais a certeza que exercerão os mandatos obtidos nas urnas. O acordo fundamental que sustenta a democracia foi abalado. Quem perde não precisa mais esperar sua vez, uma nova chance nas urnas. Criou-se uma nova figura: o impedimento por ‘crime de responsabilidade política’. Resta saber como esse novo instituto será usado no futuro. O precedente não é bom”
Fernando Limongi. Departamento de Ciência Política da USP

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s