Fernando A. Novais.

“… a história, como discurso, não pode se limitar… ao domínio das estruturas, campo dominado pela conceitualização, mas tem que alcançar o universo do acontecimento, do singular, do único, quer dizer, o nível da indeterminação.”
Fernando A. Novais. “Nova História em perspectiva”. São Paulo: Cosac Naify, 2011, v. 1, pg. 42

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s