em-buenos-aires-manifestante-segura-cartaz-com-os-dizeres-o-machismo-mata-out-2016

Em Buenos Aires, manifestante segura cartaz com os dizeres ‘O machismo mata’- out. 2016

Image

dali-e-gala

Dalí e Gala

Image

Brasil colonial

“Brasil, já então país de contrastes e que, dizia o Padre Vieira poucos dias antes de morrer (julho de 1697), era um ‘retrato e espelho e Portugal… guerra sem gente nem dinheiro… vícios sem emenda… luxo sem cabedal… ’”.
Pedro Octávio Carneiro da Cunha. “Política e administração de 1640 a 1763” in Holanda, Sérgio Buarque de . “História Geral da Civilização brasileira”. 7ª ed. , Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 1993, Tomo I, vol. 2, pg. 27

Standard

João Ubaldo Ribeiro

“Moléstia de estrada, e eu que pensei que já tinha passado o tempo que eu levava caminhão e mais caminhão de eleitor por essas bandas para votar, veja vosmecê. Uma vez quiseram me tomar um caminhão de eleitor na bala e foi um tiroteio besta. Perdemos dois votos no baba, porém eles perderam mais, em gente já paga e contada. Povo brabo. Sergipe é um sertão só, mesmo que não seja.”
João Ubaldo Ribeiro. “Sargento Getúlio”. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1995, pg. 26.

Standard

Olgária C. F. Matos

“O modus operandi da televisão é, para os frankfurtianos, uma das formas da destituição e do ataque aos direitos humanos, pois oblitera a autonomia do pensamento e inflaciona a mente de preconceitos e adestramento das consciências de maneira subliminar.”
Olgária C. F. Matos. “A Escola de Frankfurt: luzes e…”. São Paulo, Moderna, 1995, pg. 70.

Standard