Jorge Mautner

“O manifesto do partido do Caos tem 450 pg. Ele abarca detalhes de laboratórios psíquicos, ele elabora soluções e perguntas existenciais e enfoca a política de um modo absolutamente diferente do que se enfocou aqui até agora. Não há discursos ‘bacharelísticos’, não há antagonismos lineares, é tudo elíptico, freudiano, curvilíneo. Acreditamos na telepatia e acreditamos que a informação, é o verdadeiro poder. Informação é poder. E obedecemos à mais contemporânea informação da antropologia, que é a antropologia cultural. Isto é, o capital é o capital cultural. … . Ele é super-científico, ele é nacional e internacional. A cultura não é o poder que alfabetiza. A cultura é um dado do poder cerebral. Ela é vivência, ela é emoção transportada genética ou psicologicamente.”
Jorge Mautner. “Os partidos e a participação da juventude” in Folhetim, 4/7/1982, pg. 9.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s