Karl Marx.

“A linguagem é tão velha como a consciência, – a linguagem é a consciência real, prática, que existe também para outros homens, que existe então igualmente para mim mesmo pela primeira vez, e, assim como a consciência , a linguagem não aparece senão como o imperativo, a necessidade do comércio com outros homens. Onde quer que exista uma relação, ela existe para mim.”
Karl Marx. “Sur la littérature et l’art” . Editiions sociales, 1954, pg. 138.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s