Maria Elizabete S. P. Xavier

“Mais que pelo jugo econômico inglês,…, o Brasil manteve sua estrutura colonial, após a Independência, pelo jugo da sua classe dominante. Ela empreendeu a emancipação nos termos que lhe convinha; abafou os germes de transformação com a contra-revolução; empenhou-se em entregar e manter a economia nacional na dependência do imperialismo europeu; e sacrificou a dignidade do país em acordos, tratados e empréstimos externos que escandalizaram os próprios contemporâneos e deram um triste rumo à nossa história.”
Maria Elizabete S. P. Xavier. “Poder Político e Educação de Elite”. São Paulo: Cortez/ Autores Associados, 1990, p. 115.

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s