Nestor Makhno

“As despedidas foram comoventes.
(…) Sorrisos de felicidade iluminavam os rostos destes jovens camponeses que os adeptos de Marx tratavam como se fossem animais de carga feitos somente para obedecer. Contudo, lá estavam eles, conscientes de si mesmos, de seus deveres para com a Revolução, correndo para socorrer os operários, com os quais somente, há dezenas de anos, os socialistas de todas os matizes possíveis podiam contar para se apossar do poder.
(…) Eram verdadeiros militantes, verdadeiramente apaixonados pelo ideal anarquista.”
Nestor Makhno. “A ‘Revolução’ contra a Revolução.” São Paulo: Cortez, 1988, pg. 176.

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s