Veda VIII.

Nós bebemos Soma: tornamo-nos imortais.
Fomos para a luz; encontramos os deuses.
O que pode a hostilidade fazer conosco agora?
E o que pode a malícia, ó Imortal, do homem mortal?

Ó gloriosas, gotas redentoras!
Que me fundiram às minhas juntas, como as amarras de uma carruagem.
Que essas gotas me protejam de quebrar uma perna,
E me livrem das doenças.

Como o fogo aceso pela fricção, inflama-me!
Ilumina-nos! Torna-nos ricos:
Pois a embriaguez que tu proporcionais, ó Soma,
Sinto-me rico. Ao penetrar em nós, agora, torna-nos de fato ricos.

Veda VIII.

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s