“Democracia e totalitarismo”

“O exercício legal do poder difere na sua natureza do que se chama conquista do poder. O exercício do poder é, por essência, temporário. Quem exerce o poder não se julga destinado a exercê-lo indefinidamente. Há conquista do poder, quando aquele que dele se apoderou entende não o restituir ao seu infeliz concorrente. Conforme à essência da concorrência democrática, aquele que perde uma vez , não ficou condenado a perder sempre. Quando aquela que ganha impede os que perderam de tentar nova oportunidade, sai-se do que o Ocidente chama democracia, porque se coloca a oposição fora da lei.”
Raymond Aron. “Democracia e totalitarismo”. Pg. 78 e 79.

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s